Crítica: Lil Wayne - Tha Carter V (2018)


Após 5 longos anos desde a primeira data de lançamento anunciada lil wayne finalmente lança o aguardado Tha Carter V.

A demora se deu por desentendimentos com sua antiga gravadora, a cash money records,que seguiam desde 2014. Mas após todo esse tempo os fãs finalmente puderam ouvir o album que por tanto tempo eles esperaram... Ou quase isso.

O Mesmo Álbum De 2014?


Em meados de 2014, enquanto anunciava o segundo adiamento do àlbum Wayne mostrou uma tracklist muito diferente da atual. Musicas com participação de Justin Timberlake, Big Sean e Justin Bieber acabaram não entrando no álbum, fora outras musicas que tinham já sido prevostas pro álbum.

Além disso, se estranha a ausência da maior criação do Wayne, sim ele mesmo Drake.
O rapper esteve no single believe me de 2014 que aparecia na tracklist original, e segundo o TMZ era esperado para a faixa "What about me" juntamente do rapper Post Malone.

As únicas musicas da tracklist original mantidas foram: Open safe, Let it all work out, Famous (ft. Reginae Carter), Mona lisa (ft. Kendrick lamar) e start this shit off right, sendo a ultima muito diferente da snippet uma vez apresentada.

Carter V - O Pior Carter 


Entre os fãs do Lil Wayne existe um dilema: Teria sido o Tha Carter 5 o pior álbum da serie Tha Carter?

Embora alguns concordem com a afirmação, outros ainda o colocam acima do Tha Carter 4 no ranking, porem, a unanimidade é que o album nem sequer toca os três primeiros.

O hype criado ao passar dos anos ajudou na decepção de vários fãs, que esperavam ouvir musicas como, Side bitch, life of Mr Carter e light up, em suas versões completas, e que agora (A menos que vazem) nunca serão ouvidas.

Sobre o álbum em si, a presença de musicas como Don't cry ft. Xxxtentacion (aprendeu a ressuscitar mortos com o Drake) e let it all work out, onde o rapper admite ter tentado suicídio quando criança, fazem com que esse seja um bom álbum, não o melhor do wayne, não o melhor do ano, mas uma boa obra.

Parte 2? Platina? Aposentadoria?

Agora com o Carter 5 em mãos, algumas duvidas ficaram: Teremos C5.2 como prometido em 2014? Esse é mesmo o ultimo àlbum do wayne? Conseguiria Lil Wayne fazed 1 milhão em uma semana como nos Carters 3 e 4?

Então, até o momento nada foi dito sobre uma parte 2, porem o site onde as copias físicas estão sendo vendidas, esta vendendo a versão Deluxe do álbum, e Deluxe = mais faixas.

Lil' Wayne descartou aposentadoria em recente entrevista, e o Carter V foi o segundo álbum com mais streams em um dia no ano, atrás apenas do aclamado Scorpion, (É galera, o discípulo superando o mestre).

E o álbum também é esperado para ter a segunda melhor primeira semana, também atrás do scorpion, (wayne chora no banho gritando "eu devia ter assinado o weeknd").

Mas e Então, Valeu a Espera?

Talvez as altas expectativas pelo álbum de 2014 e as musicas nele presente tenham estragado a experiência de muitos. Dar play em Start this shit off right esperando mannie fresh e encontrar mack maine é como aquela velha sensação de esperar sorvete no pote e achar feijão.

A comparação com os outros Tha Carter é inevitável, e embora essa obra de fato não chegue a tocar os 3 primeiros, falta o quesito tempo para decidir o duelo entre C4 e C5.

Mas deixando tudo isso de lado e julgando o ålbum por o que ele é, foi um bom disco. Musicas como Mona lisa, Don't cry e famous (a qual poucos botavam fé) foram pontos altos em um álbum com mais acertos do que erros.




Crítica: Lil Wayne - Tha Carter V (2018) Crítica: Lil Wayne - Tha Carter V (2018) Reviewed by Adao Filho on setembro 29, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário